suja.
26 de dezembro de 2015 | 9:17 AM | 1 comentários

suja de orgasmo
suja de dedos
suja debaixo do chuveiro
tentando esfriar a cabeça quando estou queimando
queimando muito
suja de banco traseiro
suja de fotos nua
eu não sou mais sua
suja de nicotina
suja de vinho
suja de bocas que nem conheço.
suja de xvideos
encardida de masturbação
suja de tapas
suja de cortes
cicatrizes que vão sumindo
mas apesar de toda essa sujeira, eu estou limpa. limpa de você.  você é como uma cicatriz de corte, demora pra sumir, ás vezes dá vontade de me cortar com você novamente. mas eu não suporto carregar essa cicatriz, esse peso comigo de novo.
suja de fotografia
suja de arte
suja de música que me faz lembrar de você.
suja da nojeira que você deixou em mim.
eu poderia facilmente vomitar minhas tripas para fora. vomitar você para fora. mas se passaram 72 horas. eu estou limpa. limpa de você. e toda essa sujeira eu vou varrer, para debaixo do tapete.

Marcadores:

MAYBE.
13 de dezembro de 2015 | 10:11 PM | 0 comentários

im better off alone because no one else has ever loved me the way i love them and i have never felt like anyone wants me or needs me at all. i just hope that people stop using me and start loving me for who i am and not what i do for them.

Marcadores:

sad eyes.
10 de dezembro de 2015 | 2:28 PM | 0 comentários

falar bobagens é muito fácil. ninguém olha realmente nos seus olhos nunca há um "você está realmente bem, docinho?". eu me lembro, quando aquela velha senhora veio em meu trabalho, cumprimentos básicos. conversa fiada. então um momento de silêncio, me senti realmente despida, completamente nua, quando ela disse "você tem os olhos tristes". não foi uma pergunta. como uma pessoa pode dizer algo cruel assim? "como alguém pode ser triste assim?" ela perguntava, e mais calada eu ficava, "sortudo é este que poderá mergulhar nessa imensidão âmbar de tristeza que são seus olhos, meu doce." "mas meus olhos são castanhos!" eu disse para a senhora, "não quando está pensativa. seus olhos mudam de um jeito hipnotizável" eu não sabia como responder, eu nunca sei. talvez esse seja meu problema, as palavras sempre me somem. não sei falar com pessoas. "não se preocupe menina, a pessoa que você está não é nem de longe a pessoa que você ama." talvez eu já sabia disso. sim. eu já sabia.

Marcadores:

já foi.
| 2:15 PM | 0 comentários

é mais fácil mostrar um sorriso do que dizer o que estou sentindo realmente. é mais fácil fazer todos felizes do que dizer o que realmente quero, ninguém se importa. é mais interessante fingir, e ver as pessoas vindo apenas por interesse. mostrar o quanto está bem é fácil, ninguém olha profundamente nos olhos, as veias sabem exatamente como é a dor;

Marcadores:

lua
9 de dezembro de 2015 | 9:35 AM | 0 comentários

a amante permanecerá sozinha. mesmo após tantas promessas e juras, você continua com sua mulher, você não pode sair de sua comodidade, então você sempre adia a conversa. você ainda a ama, não é? um escorpiano como você... era isso que deveríamos esperar?
ela lhe oferecia carícias enquanto você devolvia com promessas vazias.
você esperava que ela aceitasse essa vida pra sempre? ela não poderia esperar. a cada toque, a cada êxtase ela se sentia mais inconsolável. 'você é minha primeira aventura' espero que seja a última foi dito quando ofegante, com um cigarro na boca, no entanto como poderia ser possível um 'você foi a primeira que me deu um fora'. continua amando. continua amando sua mulher. você realmente a amava ou queria apenas um corpo quente para lhe consolar?

Marcadores:

72 horas.
8 de dezembro de 2015 | 6:52 PM | 1 comentários

está acabando o tempo, ou melhor, está acabando seu tempo. seu tempo em mim. seu cheiro em mim, seu beijo, seu corpo. você será apenas uma mera lembrança agora, eu não vou fazer o mínimo esforço para me recordar. você está saindo de mim. saindo. aos poucos. estou te forçando para fora. você não é mais convidado para entrar. se é que me entende. vai sentir minha falta? 

Marcadores:

is still me that make you sweat?
| 6:42 PM | 0 comentários

ainda sou eu quem te faz suar?
eu penso sobre o que você fez, e espero que tenha valido a pena. i've got more wit, a better kiss, a hotter touch, a better fuck do que qualquer uma que você já ficou, querido, você me teve. agora estou trocando calor corporal com alguém num banco traseiro de algum carro, e você? ainda sou eu quem te faz suar?
eu me lembro, de como a gente costumava se tocar, nossas almas se chocando e logo após, caíamos cansados um nos braços do outro. e os corações batendo rápido, rápido.

Marcadores:

três desejos.
2 de dezembro de 2015 | 4:33 PM | 1 comentários

Seriamos tão menos frágeis se fossemos feitos de metal, e os nossos corações de ferro, as nossas mentes de aço. E se construíssemos uma armadura para os nossos frágeis corpos, poderíamos amar uns aos outros. pararíamos de sentir.
Você quer três desejos, um para voar pelos céus, um para nadar como um peixe, e o outro... você guarda para um dia chuvoso... quando seu amor partir.

Marcadores:

///////
| 4:22 PM | 1 comentários

meu emprego é uma merda. sério, eu não aguento mais aquele lugar. me sinto sufocada; todos os dias quando o despertador toca eu já penso no quanto esse dia vai ser tedioso (assim como todos os outros), eu não quero continuar lá. isso é uma tortura. emprego de merda. eu não quero ser só mais uma alienada louca por dinheiro. eu quero viajar. eu quero ar puro. eu quero ser dona de mim.

Marcadores:

EU ODEIO ESSA MÚSICA
| 4:17 PM | 1 comentários

Palavras não bastam, não dá pra entender
por favor, não faça isso
E esse medo que cresce e não para
querido, não me torture dessa forma
É uma história que se complicou
não posso escutar
E eu sei bem o por quê
eu sempre penso em você

Qual é o peso da culpa que eu carrego nos braços?
daríamos certo se tentássemos?
Me entorta as costas e dá um cansaço
eu fiquei com toda a responsabilidade dos erros
A maldade do tempo fez eu me afastar de você
eu odeio essa música

E quando chega a noite e eu não consigo dormir
ela me lembra você
Meu coração acelera e eu sozinha aqui
não posso ouvir
Eu mudo o lado da cama, eu ligo a televisão
eu nunca estive tão sentimental
Olhos nos olhos no espelho e o telefone na mão
eu nunca me senti tão culpada

Pro tanto que eu te queria, o perto nunca bastava
eu não te amo mais
E essa proximidade não dava
eu não te amo mais
Me perdi no que era real e no que eu inventei
será que consegui ser convincente?
Reescrevi as memórias, deixei o cabelo crescer
mas é a verdade
E te dedico uma linda história confessa
talvez seja a única verdade profunda que já disse em toda minha vida
Nem a maldade do tempo consegue me afastar de você
eu me afastei, mas você o fez primeiro

Te contei tantos segredos que já não eram só meus
mergulhei na melancolia
Rimas de um velho diário que nunca me pertenceu
porque tudo era mais fácil do que fingir um sorriso
Entre palavras não ditas, tantas palavras de amor
essa não sou eu
Essa paixão é antiga e o tempo nunca passou
 o que você fez comigo?

eu odeio essa música. porque eu sinto sua falta. mas eu não te amo. resumidamente eu amo a nostalgia. eu amo a minha melancolia. será que não entende?
não se torture, não me torture. eu sei com quem você está.
você está com essa vadiazinha que eu sei que me traía. mas tudo bem. tá tudo bem. eu ainda continuo escutando essa música e lembrando de você, aos poucos me livrando do que éramos, não precisei de um novo amor;
eu só precisei de um amigo, esse que você gostaria de ser.
eu sou otária?
parece que sim.
não, eu não te amo. espero não ter nenhum sentimento por você. nunca mais.

E quando chega a noite, e eu não consigo dormir
Meu coração acelera e eu sozinha aqui
Eu mudo o lado da cama, eu ligo a televisão
Olhos nos olhos no espelho e o telefone na minha mão

Marcadores: